Bom pra Cuca

Edu

 

A criação dos seus filhos, do seu jeito, e

?com pitadas neuroeficientes

!Sim, isso é altamente possível 

?E que tal ser você quem viabiliza isso

 

Como assim?

É isso mesmo. A ideia do Bom pra Cuca - Pais (D)Escolados é empoderar pais no cuidados dos seus filhos de uma forma bastante personalizada e ao mesmo tempo promovendo um desenvolvimento emocional bacana. Isso quer dizer que ninguém melhor do que você para cuidar dos seus pequenos, mas para você estar mais seguro com suas ações, uma das coisas que pode ajudar é saber como as coisas funcionam por aí, entre vocês.

Bem, mas quem sou eu para te propor isso? Deixe eu me apresentar: Sou Danielle Rossini, uma psicóloga e neuropsicóloga apaixonada pela profissão. Mas desde 2012, meu melhor trabalho é ser mãe da super Naná.

Tenho o meu mestrado em ciências e desenvolvimento infantil sempre fez parte do meu trabalho. Porém, colocar um bando de saberes na prática, traduzindo ciência em vida real, fazendo uma análise crítica do que tinha a ver conosco ou não foi um graaande desafio. E foi demais! Por isso esse projeto!

Me senti muito mais empoderada, ativa e livre, para exercer minha maternidade de forma autêntica, do meu jeito, mas sabendo como funcionava.

E esse é o convite do Bom pra Cuca: faça do seu jeito, mas sabendo como funciona!

 

O que temos

Como se Estuda? Como se aprende?

Neste livro, eu, Danielle, escrevi um capítulo com duas colegas muito queridas. Ali foi o berço do Bom pra Cuca.

Rotina...neuroeficiente \o/

Que rotina tem suas vantagens (e desvantagens) a gente sabe. Mas considerá-la de forma neuroeficiente para crianças de 0-2 anos de idade é a pitada que o Bom pra Cuca pode dar, para aquilo que só você saberá como aplicar!

Neuropsiu!

Um programa Bom pra Cuca que busca nos ajudar a responder: Quais são as pitadas neuroeficientes para criamos filhos com boas capacidades de autogerenciamento?

 

Por aí...

 

Escreva!

 

Propriedade intelectual: Bom pra cuca - 2016

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
Como se estuda? Como se aprende?

Que delícia foi poder participar da escrita deste livro, gente! Faço o maior jabá dele por aqui...espie lá!